Portes grátis para encomendas superiores a 80€
  Blog

Feliz Dia do Pai - mesmo daquele que já morreu!

Escrito em 19 de mar. de 2021

Hoje é Dia do Pai. Dizia na brincadeira ao Rui, hoje de manhã, que hoje é dia de conhecermos os pais dos nossos amigos, porque todos os nossos amigos vão ter uma foto do pai nas redes sociais a dizer que têm o melhor do Mundo. Lamento desapontá-los mas estão errados.

O melhor do mundo é o Meu mas eu não sou fã deste dia.

É que tenho um pai, mas não o posso abraçar. Ele partiu para outro lugar, e agora já não volta. Acredito que seja um lugar melhor e que ele esteja confortável, mas também não o quero visitar ainda. Posso dizer-lhe que o amo, mas não usam telefones no céu e não irei ter qualquer resposta. Mas mesmo assim gostava de te dizer o quanto te amo.

Feliz Dia do Pai, pai querido.

O meu pai partiu em 2010. Perdi o meu rei para aquela estúpida doença, e em 3 semanas o meu mundo desabou. É que o meu pai era um pai fantástico. Já aqui disse mas repito, não conheci ninguém com um coração como o dele. Era daquelas pessoas que dava sempre qualquer coisa a quem estava a pedir, e não sabia dizer que não. Lembro-me do meu pai divertido, com uma gargalhada típica e irritante, mas que nos fazia rir também. Era sério e responsável e foi com ele que aprendi as noções do certo e errado, do justo e injusto. Tornei-me responsável e trabalhadora graças a ele. Lembro-me quando lhe dava para dançar ou cantar e morríamos de riso lá em casa.

Quando o meu pai partiu chorei muito. Ainda choro. Ainda me faz muita falta. Queria que ele me tivesse visto feliz. Queria que visse os netos crescerem. Queria tanto mas tanto que visse os netos crescerem porque era um excelente pai e ainda melhor avô.



Vou recuperar um texto antigo em que falo do meu pai. É um texto de 2014 mas não mudava nada. Continuo a chorar muitas vezes, as saudades não passam, e faz-me cada vez mais falta. O meu Pai é o Melhor Pai do Mundo. Disso não há dúvidas.



"Mais um ano que passou. Nem acredito que partiste à tanto tempo, pai. Ainda te sinto aqui. Ainda estás aqui. Não me lamento da tua perda quando estou com os outros, mas só eu sei como a revolta ainda me toca tantas vezes. Não percebo porque tive de ficar sem ti. (...) 
Discutíamos tantas vezes. Hoje percebo que era por acreditares mais em mim do que eu própria. Hoje tenho outra força que te deixaria orgulhoso. Tenho também ideias que te fariam arrancar os cabelos que ainda te restavam. Eras a melhor pessoa que alguma vez conheci. Um coração do tamanho do mundo, que vivia com medo. Não era medo de morrer. Era medo de não nos conseguires dar tudo.
A mim deste-me tudo, pai. Não te poderia nunca pedir mais porque sei que tiravas de ti para nos dar. Vivias cheio de preocupações e não aproveitaste os teus últimos momentos. Tenho pena que tenha sido assim. A vida é tão injusta. Ainda tinhas tanto para fazer e para dar ao Mundo. 
Mas estarás sempre vivo em nós. E eu farei grandes coisas, e tu serás a minha estrelinha. Amo-te e amar-te-ei sempre. Tu não morreste. Mudaste-te só para um lugar melhor, mais bonito, onde poderás sorrir ao ver-nos todos os dias."




Feliz Dia do Pai - até daqueles que já morreram.

Eles continuam a habitar em nós, no coração e na memória.

Por isso, faz todo o sentido continuar a dizer-lhes que os amamos.

Não deveria ser necessário um dia para dizermos o quanto gostamos dos nossos pais.

Digam-lhes todos os dias o quanto o amam.



Aquele beijo,
Ana


×