Portes grátis para encomendas superiores a 80€
  Blog

Tudo o que precisas de saber - Tipos de Madeira * Parte II *

Escrito em 25 de jun. de 2021

Tudo o que precisas de saber - Tipos de Madeira * Parte II  *

Espero que tenhas gostado do último post sobre os materiais, porque estou de ao nosso guia para te ajudar na escolha do material. Hoje trago-te outros tipos de materiais que também usamos nas nossas peças. São mais específicos e só usamos mesmo em determinadas peças.


Vou começar pelo MDF, que significa Medium Density Fiberboard, o que em português se traduz para algo como placa de fibra de média densidade. Este material é o resultado da mistura da fibra da madeira com resinas sintéticas. As chapas são posteriormente coladas umas sobre as outras com resina e depois fixadas através de pressão. O resultado final é um painel de madeira de aspecto homogéneo e textura suave. Existem várias espessuras e vários acabamentos para estas placas, mas relativamente à espessura, nós só utilizamos 3mm, 5mm e 10mm. Isto por serem os que fazem sentido para os nossos trabalhos.

Não gosto do aspecto do MDF, daquela cor escura, sabem? Por isso, apenas usamos MDF para peças com pintura e usamos outros tipos de MDF, com acabamento diferente:  MDF laminado branco de um dos lados e o decoratex – um MDF com superfície melamínica decorativa (tom da madeira). Não usamos mais nenhum tipo de MDF. Podem ver as diferenças entre eles na foto.

 

Quanto às suas utilizações, como já referi, o MDF é ideal para peças pintadas, como os nomes de parede ou as nossas andorinhas, por ser leve e ficar com a superfície bastante homogénea.

 

O MDF laminado é branco num dos lados, e por isso, usamos para peças que só têm uma frente, como as molduras ou os nossos chaveiros, onde conjugamos também o decoratex.

 

Tal como vos falei na madeira de choupo, na parte I deste tipo de posts (se não leste ainda, lê aqui), também o MDF fica queimado nas bordas, ficando pretas.

Muitas vezes, somos abordados por pessoas que nos dizem que querem um topo em MDF ou um nome. Nós gostamos mesmo de trabalhar é com madeira, e embora o MDF seja leve, maleável e versátil, dependendo da espessura, torna-se também frágil. As gravações não ficam perceptíveis na nossa opinião, e como já referi, não somos fã do aspecto, por isso, não o usamos mesmo no seu tom natural.

Haveria muito a dizer sobre isto, mas existe mercado para tudo e empresas que trabalham quase exclusivamente com peças em mdf sem pintura, até porque é mais barato. Não é o nosso caso nem a nossa ambição, e por isso, esse tipo de trabalho não é algo que nos faça sentido.

 


Posto isto, ficaram esclarecidos relativamente a este tipo de material? Se tiverem alguma dúvida, não hesitem em deixar aqui a vossa questão. Eu voltarei com mais artigos sobre os materiais que usamos. Em princípio este é o segundo de quatro posts informativos sobre os materiais que mais usamos. Podes ler o primeiro aqui.

Em breve, cá estarei para o terceiro post sobre materiais.

 

Aquele beijo,

Ana


×